Ciência

Estudo sobre aquecimento global é cancelado devido ao surgimento de geleiras “sem precedentes”

CURTA PANORAMA LIVRE NO FACEBOOK

Uma pesquisa multimilionária sobre aquecimento global teve que ser cancelada no Canadá por causa do surgimento de calotas de gelo sem precedentes, com a espessura muito acima do normal – tudo isso em pleno verão.

Naturalmente, o cientista responsável culpou a “mudança climática” pelo resfriamento fora da época.

cpt109128258_high3

O estudo, intitulado BaySys, é um programa de 17 milhões de dólares com duração prevista de quatro anos, liderado pela Universidade de Manitoba. O projeto planejava realizar a terceira etapa de pesquisas, enviando 40 cientistas de cinco universidades canadenses para a Baía de Hudson, no Canadian Research Icebreaker, NGN Amundsen, para estudar as “contribuições das mudanças climáticas e regulações no sistema da Baía de Hudson”.

Ironicamente o estudo teve  que ser cancelado pois a embarcação quebra-gelo dos cientistas foi pedida pela Guarda Costeira canadense para um propósito mais urgente: resgatar barcos de pesca e ajudar navios que ficaram presos nas tais “condições de gelo sem precedentes”.

“Ficou claro para mim muito rapidamente que estas não eram apenas condições de gelo pesado, estas eram condições de gelo sem precedentes”, disse o Dr. David Barber, principal cientista do estudo – “Nós estávamos encontrando grandes blocos de gelo marinho, de vários anos e espessos que, em termos de geleira, tinham cinco metros de espessura … eram muito, muito mais grossos e muito mais pesados que qualquer coisa que você esperaria encontrar naquela latitude e naquela época do ano”.

Estranhamente, Barber aproveitou a oportunidade para fazer o habitual alarde para os meios de comunicação, tentando empurrar goela abaixo o porque desse incidente mostrar definitivamente que o aquecimento global é um grande problema e merece nossa atenção urgente.

“Era claro que era do Ártico, eu só precisava estar entre o gelo para vê-lo”, disse o Dr. Barber. “O que também ficou claro para mim foi que as mudanças climáticas causaram o acontecimento desse evento”.

Quer dizer, o gelo vindo do Ártico, por conta do aquecimento global, foi responsável pelos percalços enfrentados pelos marinheiros canadenses que tiveram que ser socorridos. Então antes a preocupação era o gelo do Ártico derreter, entretanto agora parece que ele se move e causa transtornos em outras áreas do globo.

E não parou por aí, para o portal canadense Global News, Barber qualificou o fato como algo que deveria nos despertar para o problemas climáticos.

“Esta é a mudança climática totalmente em ação – afetando nossa capacidade de fazer uso dos recursos marinhos e transportar coisas. Este é um despertador para todos nós no país”.

Barber e os cientistas canadenses não foram os primeiros a passarem apuros no gelo

1497291158950-emiliegoulet_dsc_2620

Houve uma expedição onde um pesquisador do clima australiano chamado Chris Turkey teve que pedir ajuda a outra expedição na Antártica, que supostamente estaria derretendo, depois que seu navio ficou preso no gelo.

Há também a Expedição Caitlin – apoiada pelo Príncipe de Gales – em que Pen Haddow e sua equipe tiveram que abandonar sua viagem ao Pólo Norte porque a temperatura estava mais fria do que o esperado.

Outro caso recente se deu em uma viagem de pesquisa sobre o aquecimento global de David Hempleman Adams, que teve que ser reduzida devido ao gelo inesperado.

Mas o que raios a “mãe terra” pode estar tentando dizer a eles? Como ela pode tratar seus amados defensores com tanta frieza? Será que a “mãe terra” tem coração de gelo?

Referências:

Vice

Breitbart

 

Anúncios
Standard

25 thoughts on “Estudo sobre aquecimento global é cancelado devido ao surgimento de geleiras “sem precedentes”

  1. Rubens Silva diz:

    Só um detalhe para o tradutor: em português, a expressão “a nível de” é incorreta e de sonoridade desagradável. A matéria é muito interessante, por isso acredito que seria interessante fazer uma revisão no texto e editá-lo. Boa sorte.

    Gostar

  2. gilberto diz:

    Povo burro mesmo… Não leram a matéria ???? É lógico q as geleiras estão derretendo e se afastando do Ártico…. claro q é efeito do aquecimento global… Ou vão acreditar no debilóide do presidente dos EUA que não ker mais colaborar com o resto do.mundo ????

    Gostar

    • Não seja tolo. É normal geleiras se desprenderem e sempre foi, novas geleiras sempre se formarão, se desgarrão e assim o ciclo se repete. Se elas não derreteram na latitude citada é porque tal latitude está mais fria que seu padrão normal, caso contrário a geleira não se manteria vindo a descongelar.

      Gostar

    • Fabio Tex diz:

      O debiloide em questão é você, existem diversos pesquisadores sérios que já falaram que é uma balela total !!!

      Contraditório um mero debiloide ser um BILIONÁRIO sem depender de dinheiro público, e ser tão patriota e se recusar a receber o salário!!

      Gostar

  3. Não é somente uma farsa, porém mais uma maneira de enriquecimento ilícito. Tudo gira em torno de uma economia que quer forçar os países do terceiro mundo a adquirir novos equipamentos de refrigeração.

    Gostar

  4. Carlos Fernandes diz:

    Uma das principais características do aquecimento global é a grande variação térmica, no caso lugares muito frios e outros muito quentes e nós vemos isto acontecer como o calor e a seca próximo a linha do Equador e o frio extremo fora de época próximo aos polos

    Gostar

  5. Gil Rocha diz:

    É público e notório que a indústria do petroleo, química, de guerra, não tem interesse em restringir suas nocivas atividades em prol do meio ambiente. Essa turma compra relatórios de pesquisadores dispostos a mentir ou omitir para sustentar essa falácia. 98% da comunidade científica mundial confirma que está havendo aquecimento global.

    Gostar

  6. Rodrigo diz:

    As mudanças climáticas são visiveis e notórias. Só não percebe quem não quer. Claro que devido ao aqucimento global, que está mais rápido por causa dos efeitos nocivos da ação do homem.

    Gostar

  7. Gean95 diz:

    Não adianta tentarem contestar a realidade. Tá sendo um início de Verão frio no Ártico. Só isso! Mas e o todo? Há tempos que o Planeta registra sempre anomalias positivas. Pra isso não precisa o mundo inteiro estar quente. E sim a maio rparte do Planeta estar com temperaturas acima da média. E é isso que acontece há tempos no nosso Planeta.

    Gostar

  8. Gean95 diz:

    O Super El Niño de 2015 surgiu, com ele surgiu um padrão de anomalias globais muito altas, o Super El Niño se foi, mas o padrão global que com ele surgiu, permaneceu. Desde Agosto de 2015, o Planeta está com anomalias globais muito altas. O último mês de Maio foi o 23º mês seguido. Aquecimento Global a todo vapor, e eu tenho que ler diversos comentários alienados, por causa de um evento isolado e esporádico pro Verão Ártico. Há tempos a natureza dá mostras que está em desequilíbrio, que o mundo está mais quente, mas tem gente que insiste em teorias alienadas e desconexas com a realidade. É como um retardado que bate a cara na parede, sente dor, mas insiste em bater com a cara na parede. As temperaturas mínimas estão cada vez mais altas. Em tudo que é lugar desse mundo as maiores mínimas anuais aumentaram. Buenos Aires está há 6 anos sem temperaturas negativas. SP com Invernos cada vez menos frios e há tempos sem um ano abaixo da média. Entre 2010 e 2015, em plena fase de esfriamento do Sol, TUDO QUE É LUGAR DESSE PLANETA, teve Verões tórridos, assassinos, com recordes de calor. Desde 2014 os Invernos estão cada vez menos frios no Hemisfério Norte. No Leste Asiático e no Norte da Europa, foram 4 Invernos seguidos acima da média entre 2014 e 2017. No Natal de 2015, New York com 19 graus em plena meia noite quando a média do horário é de 0 graus. Europa desde o final dos anos 90, com Verões SEMPRE acima da média(20 anos praticamente). E não adiantem falar só de NASA e NOAA. Tudo que é site meteorológico mostram as anomalias dos Oceanos sempre positivas. Volto a dizer: Aquecimento Global não significa o mundo inteiro quente. E sim a maior parte dele com temperaturas acima da média. Basta a anomalia global estar acima da média(o que há décadas acontece). Qual o problema de alguns em enxergarem e aceitarem a realidade? Resfriamentistas não convencem e nunca convencerão(há não ser que o argumento deles enfim se torne realidade), pois os argumentos deles é sempre baseados em eventos isolados enquanto cagam e andam pro geral.

    Gostar

    • Gean95 diz:

      Corrigindo e acrescentando trechos do meu post acima: O último mês de Maio foi o 22º mês seguido com anomalia global muito alta. E os argumentos dos resfriamentistas são sempre baseados em eventos isolados e LOCALIZADOS. O Oeste dos EUA e todo resto do HN podem estar com um Inverno fraco, mas se o Centro Leste dos EUA estiver congelando, os resfrimaentistas vão cagar pro Inverno quente do Oeste Americano e do resto do HN, e vão dizer que o mundo está mais frio apenas por causa do frio localizado no Centro Leste Americano. Assim são os resfriamentistas. Seus argumentos não tem credibilidade.

      Gostar

  9. Mauro diz:

    Voces tem que atentar para o fato de que, o mundo esteve, está e sempre estará em evoluçao. O homem é dotado de inteligencia, à cada barreira que a ele se opoe, ele cria alternativas para transpo-las, caso contrario estaríamos vivendo ainda ña idade da Pedra Lascada e morando nas cavernas.

    Gostar

  10. Romualdo Salles diz:

    O inigma continua: há gelo em excesso em lugares não dantes visto, pelo aumento da temperatura que faz os blocos “passearem” ou pelo resfriamento, que causa o surgimento nesses lugares em comento?

    Gostar

  11. Rodrigo diz:

    Breitbart é um tablóide digital de que só pública teoria da conspiração e deve ser imediatamente desconsiderado. Motivo de piada na verdade. Pesquise fontes melhores ao invés de traduzi-lo.

    Gostar

  12. Niniu diz:

    Concordo com o Dr. Barber de que “esta é a mudança climática totalmente em ação” pois geleiras não se desprendem gerando uma ilusória condição de gelo sem precedentes quando existe um clima frio suficiente para mantê las coesas, integras. Por outro lado, a diminuição da temperatura das águas do oceano vai afetar a gulf stream que por sua vez diminuirá a temperatura dos ventos até q se crie condições para uma nova era glacial. É Gaia se reciclando.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s