Síria

Oficiais israelenses, americanos, britânicos, sauditas e turcos morrem após ataque russo a centro de comando do Estado Islâmico

CURTA PANORAMA LIVRE NO FACEBOOK

Três mísseis Kalibr disparados por navios da marinha russa destruíram um centro de comando do Estado Islâmico na região de Aleppo, na Síria, matando cerca de trinta oficiais, israelenses, britânicos, americanos, turcos, catares e sauditas. Tais oficiais dirigiam operações ao lado de grupos terroristas na região.

É importante frisar que de todos os países na Síria, apenas Rússia e Irã estão atuando legalmente pois ambos operam a pedido do presidente Bashar al-Assad.

13950631000516_photoi

Quem primeiro noticiou foi a agência russa Sputnik por meio de sua filial que faz publicações na língua árabe – “Os navios de guerra russos dispararam três mísseis Kalibr em uma sala de operações de coordenação de oficiais estrangeiros, na região Dar Ezza, na parte ocidental de Aleppo próximos à montanha Sam’an, matando 30 oficiais israelenses e ocidentais,”

A sala de operações foi localizada na parte ocidental da província de Aleppo no meio da montanha Sam’an e em cavernas antigas. A região está nas profundezas de uma cadeia de montanhas.

Como já citado, oficiais dos Estados Unidos, Turquia, Arábia Saudita, Catar e da Grã bretanha também foram mortos, juntamente com oficiais israelenses. Os oficiais estrangeiros que foram mortos na sala de operações estavam dirigindo os ataques dos terroristas em Aleppo e Idlib.

Nos últimos dias a força aérea americana atacou e matou mais de 60 soldados do exército sírio

Vale lembrar que há menos de uma semana a força aérea dos Estados Unidos atacou posições do exército sírio matando ao menos 62 soldados das forças de Assad. Simultaneamente o Estado Islâmico se aproveitou do ataque e ganhou territórios e boa posição de artilharia em Deir ez-Zor. A Rússia convocou uma reunião no conselho de segurança da ONU para acusar os Estados Unidos de estarem ajudando o Estado Islâmico na Síria. Já o Comando Central do exército americano disse que o ataque não passou de um erro. Entretanto ficou claro que os Estados Unidos e seus aliados fazem de tudo para enfraquecer Assad e suas tropas de maneira deliberada.

Os avanços do exército sírio

Um fonte revelou que no começo de setembro, as unidades do exército sírio lançaram um ataque preventivo contra os terroristas da chamada Sala de Operações de Allepo em suas bases próximas a estrada de Castello ao norte de Aleppo e nas fazendas de Mallah, frustrando assim seus planos de atacarem rotas de abastecimento da região.

A fonte disse que unidades de artilharia do exército atacaram as beses dos terroristas perto de fazendas em Castello e Mallah em Zahra Abdo Rabá, Kafar Hamra e Hurayatyn, ferindo e matando dezenas de militantes.

Além disso, a força aérea síria atacou a rota de abastecimento no Norte de Aleppo que vai em direção a Hayyan e Adnan, bem como as estradas de abastecimento a oeste de Aleppo que vão para o norte, alem de quebraram os comboios terroristas em al-Aratab, Urom Kobra e Ma’ara al- Artiq forçando muitos deles a fugirem para as fronteiras turcas.

“Um número de armazéns principais de Khan Touman estão agora sob o controle do exército sírio”, finalizou a mídia de língua árabe.

Referências:

Fars News

Réseau International

 

Anúncios
Standard

12 thoughts on “Oficiais israelenses, americanos, britânicos, sauditas e turcos morrem após ataque russo a centro de comando do Estado Islâmico

    • Robson diz:

      Militares brasileiros da Marinha, do Exército, da Força de Submarinos dos Fuzileiros Navais e da Divisão Prata (órgão secreto da Polícia Federal) também foram descobertos no prédio central do Comando Vermelho no Rio de Janeiro. Estavam preparando protestos contra o Governo Dilma. Fora Temer.

      Gostar

    • Mário Martins diz:

      Roberto, apoiar não, mas eles podem muito bem utilizar o “Estado Islâmico” como instrumento de objeto por tempo limitado, com objetivo de enfraquecer as tropas do governo sírio. Portanto, depois que as tropas do governo estiverem debilitadas, o grupo fundamentalista é a bola da vez, dando uma continuidade de conflitos que não tem fim, sendo viável para a indústria bélica dos países desenvolvidos.

      Gostar

  1. Pingback: Oficiais israelenses, americanos, britânicos, sauditas e turcos morrem após ataque russo a centro de comando do Estado Islâmico — panoramalivre | silvamagal

  2. Ricardo diz:

    As Naçoes Unidas deveriam deixar de existir. Nao serve pra nada. Pra quando alguem vai ter “tomates” desculpem expressao, pra parar os USA’s? Eles deviam estar com grandes sançoes. O dia ke o Putin decidir enfiar uma bomba atomica na Casa Branca, tem o meu total apoio. Ele ou qlqr outro. Isto tem de parar. Ja chega de americanos a pensar k sao donos disto tudo. So um ‘burro’ nao vê. E os americanos ke deixam governo atras de governo atacar país atras de país ainda sao os mais idiotas. Era de começar a abate-los a todos. O proprio governo a matar os mesmos cidadaos k o la meteram no poder. American Dream ao mais alto nível na sua estupidez minhas senhoras e meus senhores.

    Gostar

  3. Jorge Madureira diz:

    Uma boa resposta da russias aos 2 ataques terroristas dos eua efectuados na semana passada, o ataque ao exercito sirio e ao comboio humanitario.

    Gostar

  4. Pingback: Armas dos EUA e Israel são confiscadas por exército sírio após expulsão de terroristas | panoramalivre

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s