Sociedade

Ator de Senhor dos Anéis denuncia poderoso círculo de pedofilia em Hollywood

A estrela de Senhor dos Anéis, Elijah Wood, afirmou que os jovens atores de Hollywood estão sendo abusados sexualmente por predadores, pessoas poderosas que trabalham na indústria, as quais chamou de “víboras”. O ator de O Hobbit, de 35 anos, disse ao jornal The Sunday Times que o abuso infantil “provavelmente ainda acontece” em Hollywood.

Elijah Wood

Várias alegações chocantes que as principais figuras de Hollywood têm protegido abusadores de crianças têm circulado amplamente nos últimos anos. Várias figuras da indústria seguem fazendo alegações convictas de abuso sexual. Antigos atores mirins – incluindo o ator de The Goonies,  Corey Feldman, hoje com 44 anos – alegou que, na sua época de adolescente, ele estava “cercado” por molestadores.

Anne Henry, co-fundador da Bizparentz – um grupo para ajudar jovens atores – disse que Tinseltown (referente a indústria do cinema em Hollywood) está abrigando em torno de ‘100 abusadores de ativos ‘.

Elijah Wood, que estrela seu novo filme “The Trust” disse ao The Sunday Times que sua mãe lhe protegera contra abusos quando ele chegou pela primeira vez em Hollywood com oito anos de idade.

“Eu tenho ido por caminhos escuros para perceber que essas coisas, provavelmente, ainda acontecem. Se você é inocente, você tem muito pouco conhecimento do mundo e se você quiser ter sucesso, as pessoas com interesses parasitas vão ver você como  sua presa. O que me irrita sobre essas situações é que as vítimas não podem falar tão alto quanto as pessoas no poder.”, desabafou o ator que interpretou Frodo Baggins em O Senhor dos Anéis e acredita que outros atores permanecem em perigo.

Elijah Wood falou com o The Sunday Times sobre Jimmy Savile, um artista britânico que abusou sexualmente de dezenas de vítimas ao longo de cinco décadas. Savile foi até nomeado cavaleiro pela rainha e seus crimes só foram revelados após a sua morte, apesar de anos de rumores e insinuações que levaram as acusações a um encobrimento por parte do governo e chefes da radiodifusão.

Já Anne Henry acredita que cerca de três quartos dos atores mirins que “sairam dos trilhos” mais tarde em suas vidas tinham sido abusadas em Hollywood.

“Este problema tem sido endêmico em Hollywood por um longo tempo e ele está finalmente vindo à luz. Pessoas muito ruins ainda estão trabalhando aqui, protegidos por seus amigos.”, explicou Anne Henry, co-fundadora da Bizparentz, um grupo para ajudar jovens atores, que enfatizou que em  Tinseltown há em torno de ‘100 abusadores ativos’.

Nos últimos 10 anos, várias pessoas ricas e significativas envolvidas na indústria foram condenados. Alguns deixaram a prisão e voltaram para Hollywood e continuaram a trabalhar com crianças.

Elijah Wood, que agora sabe que teve sorte de não ser abusado, compara as alegações em Hollywood com as reclamações relacionadas a Savile após a sua morte em outubro de 2011.

“Vocês todos cresceram com Savile… Jesus, que deve ter sido devastador. É evidente que algo maior está acontecendo em Hollywood. Isso é tudo organizado. Há um monte de víboras nesta indústria. Há uma escuridão de baixo dos panos, se você pode imaginar, isso provavelmente aconteceu”, exclamou o ator.

Corey Feldman, que foi uma das maiores estrelas infantis na década de 1980, foi abusado quando era um jovem ator. “O problema número um em Hollywood era e é – e sempre será – a pedofilia”, denunciou direto ao ponto o Feldman.

Outros atores criança teriam relatado que ouviram de adultos que era perfeitamente normal homens mais velhos e rapazes mais jovens terem relações sexuais na indústria.

Corey Feldman disse a um tablóide britânico, há quatro anos: “Quando eu tinha 14 anos e 15 anos, as coisas foram acontecendo comigo. Estes homens mais velhos foram ficando em torno de mim como abutres.”

Ele passou a sofrer com o alcoolismo, problemas de saúde mental e tornou-se viciado em drogas. Seu amigo, Corey Haim, outro ator infantil, morreu de pneumonia aos 38 anos em 2010. Feldman afirma que um “magnata de Hollywood” é o culpado pela morte de seu amigo. Ele disse que os agressores ainda estão trabalhando e são algumas das pessoas mais ricas e poderosas no negócio. Corey Feldman Alegou também que inúmeras  festas na piscina foram realizadas em Los Angeles, durante a década de 1990 – hospedadas principalmente pelo milionário empresário judaico Marc Collins-Rector.

Nestas festas, Marc Collins-Rector e outros homens teriam abusado sexualmente de garotos adolescentes, de acordo com processos movidos em 2000 e 2014.

Segundo o grande ator  Marlon Brando, Hollywood é controlada por judeus

Referência:

Daily Mail

Anúncios
Standard

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s