Terrorismo

Líder do Estado Islâmico morre em hospital de Israel – terroristas divergem sobre novo líder

O líder do grupo terrorista Estado Islâmico, Abu Bakr al-Baghdadi, não resistiu aos ferimentos de um ataque feito a sua posição, no dia 18 de março, no Iraque, e foi declarado morto por seus médicos e cirurgiões israelenses.

76070198_isis

Os membros do Estado Islâmico no Iraque já teriam jurado lealdade a Abu Ala Afri como seu sucessor, informou a imprensa de países árabes neste domingo. Terroristas da ala localizada na Síria questionam o suposto novo líder.

De acordo com duas agências iraquianas de notícias, Alghad Pressione e Al-Youm Al-Thamen, bem como fontes da cidade iraquiana de Mosul, o líder dos terroristas morreu em um hospital israelense nos territórios ocupados nas colinas de Golã, onde ele havia sido internado para tratamento após ter sofrido ferimentos graves durante um ataque conjunto do exército iraquiano e das forças populares que lutam contra o Estado Islâmico. O líder terrorista foi alvo de um ataque aéreo no oeste do Iraque em 18 de março.

As fontes acrescentaram que a Al-Baghdadi foi declarado por seus médicos e cirurgiões, todos  israelenses, como “clinicamente morto”.

A agência iraquiana Al-Youm Al-Thamen citando fontes de inteligência disse que o Estado Islâmico já havia gravado vários vídeos de seus líderes meses antes para provar que eles estavam vivos.

As fontes acrescentaram que os membros do grupo terrorista que estão no Iraque já prometeram lealdade a um novo líder chamado Abdul Rahman al-Sheijlar, aliás Abu Ala Afri, como sucessor de Baghdadi.

Há também relatos não confirmados de que disputas internas eclodiram e as diferenças entre uma série de facções do Estado Islâmico na Síria e no Iraque estariam adiando a nomeação do novo líder. O ramo do Estado Islâmico que luta na Síria rejeitou a liderança de Afri e estão em um impasse sobre o sucessor de Baghdadi.

O canal de televisão Hispan TV também divulgou um relatório do dia 25 de março que confirmou a morte do líder do Estado Islâmico.

Um relatório divulgado pelo The Guardian em 21 de março, disse que Baghdadi sofreu ferimentos graves e que “sua vida estava em risco” durante um ataque ocorrido também em março.

O relatório, era claro, acrescentando que Baghdadi tinha sobrevivido aos ferimentos e tais ferimentos de Baghdadi levaram os líderes do Estado Islâmico a realizarem reuniões urgentes para decidirem sobre o futuro líder, pois o grupo terrorista acreditava que Baghdadi iria morrer.

Uma autoridade iraquiana confirmou que o ataque ocorreu em 18 de março em Al-Baaj, um distrito de Nínive, perto da fronteira com a Síria. Houveram outros dois relatórios anteriores em novembro e dezembro sobre Baghdadi sofrendo ferimentos, porém muito imprecisos.

Hisham al-Hashimi, um funcionário iraquiano que aconselha Bagdá sobre o Estado Islâmico disse: “Sim, ele foi ferido em Al-Baaj perto da aldeia de Umm al-Rous em 18 de março com um grupo que estava com ele.”

Data da morte seria 22 de março?

Curiosamente ao digitar o nome “Abu Bakr al-Baghdadi” na ferramenta de pesquisa Google, o perfil do líder terrorista aparece e seu falecimento é citado como ocorrendo no dia 22 de março de 2016. Estranhamente a ferramenta de pesquisa não especifica o local da morte.

isis morreu

Referência:

Veterans Today

Advertisements
Standard

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s