Militar

Reino Unido enviará mais tropas e navios para fortalecer a OTAN contra a Rússia

O Reino Unido vai mandar mais tropas e navios para se juntarem as forças da OTAN que estão próximas ao território da Rússia, de acordo com o secretário de Defesa britânico Michael Fallon.

7b9a4d92-acd5-452f-af7e-f1bd4579a0e0

A revelação foi feita nesta quarta-feira (10) e segundo alguns relatos internos, o Reino Unido vai enviar mais cinco navios e tropas adicionais ao Báltico para se posicionarem em bases rotativas localizadas em seis países que fazem fronteira com a Rússia. Em breve a cúpula da OTAN em Varsóvia decidirá sobre o número de tropas.

“Aumentar os nossos destacamentos da OTAN envia uma forte mensagem aos nossos inimigos de que estamos prontos para responder a qualquer ameaça, e defender nossos aliados”, destacou o secretário de Defesa britânico Michael Fallon.

Fallon disse também que a implantação seria a primeira contribuição da Grã-Bretanha para uma força naval permanente da OTAN desde 2010.

A manobra britânica mostra explicitamente como a Rússia é vista pelas autoridades ocidentais as quais não temem usar palavras como “inimigos” e “ameaças” para lidar com Moscou, criando assim motivações para aumentarem ainda mais o contingente militar perto das fronteiras russas.

Depois de terminar toda a cooperação prática com a Rússia sobre a crise na Ucrânia, a OTAN tem vindo a expandir a sua presença na Polônia e nos países bálticos, a fim de evitar o que chama de “ameaça russa”.
A Rússia tem dito repetidamente que os movimentos da OTAN constituem uma ameaça tanto para a paz regional quanto internacional.

A população étnica russa de Donbass tem sido severamente afetada pela guerra civil iniciada em abril de 2014, quando autoridades de Kiev lançaram uma ofensiva militar contra um levante local. Foram relatadas mais de 9.000 mortes no conflito. No entanto, os Estados Unidos e a União Europeia acusaram a Rússia de desestabilizarem a Ucrânia e impôs várias sanções a Moscou, que repetidamente rejeitou as acusações ocidentais.

1.600 tropas britânicas participarão de jogos de guerra na Jordânia

No último dia 7 de fevereiro, foi publicado um artigo no portal britânico The Telegraph reportando que 1.600 tropas britânicas – que equivalem a 30 mil unidades entre tanques e soldados – participarão de jogos de guerra na Jordânia.

Fontes internas afirmaram não se tratar de um exercício que vise o combate contra o Estado Islâmico mas sim contra um adversário mais capacitado.

Um porta voz do exército britânico resumiu os jogos de guerra como necessários para aperfeiçoar algumas habilidades cruciais.

“O exercício na Jordânia apresenta ao exército britânico um ambiente difícil onde é preciso garantir a sua prontidão de combate para implantar e apoiar uma força blindada de até 30.000 soldados em qualquer lugar do mundo. O exercício vai testar conceitos chave de evolução (em combate), tais como prover um hospital de campo e as capacidades de busca e eliminação de explosivos, munições de última geração, tudo o que vai permitir-nos ser mais ágil na dissuasão de ameaças para o Reino Unido e os seus interesses “, explicou.

Lembrando que o Reino Unido tem uma conexão militar antiga com a Jordânia, muitos dos funcionários jordanianos são treinados em Sandhurst (Real Academia Militar Britânica) e uma equipe do exército britânico está ligada à sede do Exérito do Rei como instrutores.

Referências: SouthFront

Anúncios
Standard

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s